Forças Armadas

O vestuário, a tecnologia e os componentes dos produtos Gore permitem que as forças armadas se concentrem em suas missões, e não no equipamento que estão usando ou nos sistemas eletrônicos que usam em veículos e aeronaves.

Exibir todas as indústrias e categorias

Em ambientes militares, a confiabilidade nunca pode ficar comprometida. A Gore oferece aos militares vestuário, cabos e materiais infalíveis, o que permite que se concentrem em suas missões sem se preocuparem com a confiabilidade de seus uniformes, equipamento, veículos e aeronaves.

Visão geral

Quando vidas estão em jogo, o desempenho dos produtos nunca pode ficar comprometido. Desde os uniformes que militares usam e o equipamento que transportam até os sistemas eletrônicos de seus veículos e aeronaves, os produtos usados em ambientes militares têm que ser muito mais do que confiáveis. Têm que ter a capacidade de salvar vidas.

Na Gore, a confiabilidade está na base do desenvolvimento de produtos. Nós criamos nossos produtos para que superem todos os desafios com que se deparem, sejam eles altitudes e temperaturas extremas, exposição a químicos ou uso repetido. Sabemos que não existem desafios mais exigentes dos que os enfrentados pelas forças armadas. Se soldados podem confiar em uniformes feitos com tecidos duráveis Gore ou em estruturas e sistemas eletrônicos contendo cabos e materiais Gore, então qualquer um pode.

A Gore possui uma parceria com as forças armadas, garantindo, há mais de 30 anos, que os militares permanecem seguros e consigam concluir suas missões com sucesso. Essa é uma relação muito importante para a Gore, e é uma honra podermos contribuir com os profundos empenho e astúcia de nossos cientistas, engenheiros e especialistas em produtos para satisfazer as complexas necessidades funcionais de nossas forças armadas.

No que diz respeito a equipamento e sistemas eletrônicos essenciais, os militares sabem que todos os produtos Gore são confiáveis onde é realmente importante - em contextos reais em terra ou mar.

Sinais seguros, superfícies protegidas

No que diz respeito à confiabilidade dos produtos nas forças armadas, as soluções Gore com seu desempenho intransigente são a escolha certa.

Há muito que a Gore vem trabalhando em parceria com as forças armadas, fornecendo cabos e materiais para uso em veículos terrestres, aeronaves e outras aplicações militares. De fato, o primeiro produto desenvolvido pela Gore, lançado em 1958, foi um fio e cabo isolado, usado principalmente em aplicações de defesa.

Atualmente, com propriedades como flexibilidade e extrema resistência térmica/química e mecânica, nossos cabos e conjuntos de cabos garantem o fornecimento seguro de energia com conectividade de sinal consistente e transmissão confiável de dados a alta velocidade — após a instalação, durante o uso e ao longo do tempo.

As soluções de cabos da Gore são regularmente usadas para aplicações de alta potência, alta condutividade e alta frequência — de equipamento como fones de ouvido, telefones celulares e tablets táticos até sistemas para missões em veículos terrestres, helicópteros e caças como os F-16 e F-35. Exemplos incluem os GORE Hook-Up Wires, os GORE Ethernet Cables e os GORE-FLIGHT Microwave Assemblies, todos desenvolvidos para durabilidade em condições operacionais exigentes e apresentando funcionalidade comprovada no primeiro uso e sempre.

As vedações para aeronaves da Gore são igualmente confiáveis. Há mais de 20 anos que os principais fabricantes de equipamento original para aeronaves militares escolhem as fitas e gaxetas da Gore para solucionar os desafios de vedação/proteção de superfícies que enfrentam em painéis, placas de pavimento, para-brisas, antenas e tanques de combustível.

Quando o Exército dos EUA e a Real Força Aérea Holandesa precisaram de uma vedação flexível — uma vedação que impedisse danos resultantes da fricção que ocorre devido à vibração dos painéis e estruturas de aeronaves durante o uso — entraram em contato conosco. Atualmente, os GORE SKYFLEX Aerospace Materials são usados com êxito em helicópteros como os Apache, Black Hawk, Chinook e Seahawk.

S-70 Black Hawk (Sikorsky)

Tecidos Adequados para Soldados

Antes da oficialização da parceria da Gore com as forças armadas, nossos produtos, particularmente o GORE-TEX® Fabric respirável e impermeável, chamaram a atenção dos militares. Eles iniciaram uma campanha para militarizar produtos de consumo, o que eventualmente conduziu ao uso generalizado dos produtos.

O primeiro exemplo ocorreu em 1978. A GORE-TEX® tinha chegado aos mercados de consumo dois anos antes. Um Major do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos se questionou sobre qual seria o desempenho de uma parka Marmot para todos os climas. Ele usou a parka em um teste de contexto real e obteve resultados favoráveis. 

Um grupo de soldados britânicos teve a mesma ideia quatro anos depois, em 1982. Quando atracaram a caminho da Guerra das Malvinas, os soldados compraram, com seu próprio dinheiro, peças de vestuário GORE-TEX® para usar em combate pois oferecia um desempenho superior ao do fardamento regulamentar. Mais tarde, transmitiram sua experiência com a GORE-TEX® aos soldados dos Estados Unidos.

Posteriormente, em 1983, um Major dos Reais Fuzileiros Navais do Reino Unido redigiu uma tese de mestrado sobre o uso de GORE® Fabrics nas forças armadas. Em uma carta para a Gore, ele escreveu "Acredito que vossos tecidos são... os tecidos do futuro."

Nesse mesmo ano, o impulso popular abriu caminho para o progresso oficial. O Governo dos EUA aprovou um programa de desenvolvimento de três anos denominado Extended Cold-Weather Clothing System (Sistema de vestuário para clima frio prolongado - ECWCS). Além de três outros sistemas comercialmente disponíveis, os testes preliminares incluíram a parka Marmot para todos os climas com GORE-TEX® Fabrics. A parka foi bem-sucedida em testes completos de contexto real realizados no Alasca e em Vermont. No ano seguinte 1.000 Fuzileiros Navais dos EUA usaram as parkas durante um exercício da OTAN na Noruega. Pela primeira vez na história do Corpo de Fuzileiros Navais, o exercício contou com zero baixas associadas ao clima frio.

Com base nesses resultados, em 1987 a 10ª Divisão de Montanha do Exército dos EUA comprou 16.000 conjuntos de peças de vestuário Gore. No ano seguinte, as forças armadas adotaram oficialmente os GORE-TEX® Fabrics como fardamento regulamentar.

Soldiers wearing Gore gear

Desde então, a Gore vem trabalhando em parceria com as forças armadas no desenvolvimento dos tecidos protetores de que necessitam, incluindo botas, luvas de combate, sistemas de dormida e abrigos táticos. Em 1997, desenvolvemos a "Bota Bósnia", uma bota intermediária para uso em condições frias/úmidas (Intermediate Cold/Wet Boot - ICWB) adotada para combate na Bósnia. Mais recentemente, o GORE® CHEMPAK Ultra Barrier Fabric foi adotado pelas forças armadas para proteção em operações em zonas críticas que possam implicar guerra química. 

Atualmente a Gore serve muitos ramos das forças armadas, incluindo o Exército, a Marinha, a Força Aérea, a Guarda Costeira, o Corpo de Fuzileiros e as Operações Especiais, oferecendo a proteção que os soldados das décadas de 1970 e 1980 procuraram primeiramente para eles mesmos.