Robert W. Gore, Presidente Emérito da W. L. Gore & Associates e inventor da tecnologia GORE-TEX®, falece aos 83 anos

O inventor, líder e filantropo faleceu pacificamente em casa, após uma longa doença.

NEWARK, Del./EUA (18 de setembro de 2020)

- Robert W. “Bob” Gore, presidente emérito do conselho administrativo da W. L. Gore & Associates, uma empresa global da área de Ciência dos Materiais, dedicada a melhorar vidas por meio de avanços tecnológicos, faleceu no dia 17 de setembro, aos 83 anos.

Bob Gore, cujas descobertas científicas deram origem ao GORE-TEX® Outerwear e abriram caminho para avanços em diversos setores, como tecidos de alto desempenho, dispositivos médicos, exploração espacial e filtragem, assumiu a função de presidente emérito do conselho em 2018, após 57 anos de trabalho no conselho da Gore, incluindo 30 anos como seu presidente. Bob também foi presidente da Gore de 1976 a 2000.

Durante a sua presidência, a Gore tornou-se uma empresa bilionária. Para ressaltar essa conquista em 1996, Bob afirmou: “Planejamos deixar um legado para a sociedade e para as gerações futuras: crianças com corações reconstruídos cirurgicamente que vivem graças aos nossos produtos médicos; governos de sociedades livres que conseguem se proteger melhor graças aos nossos produtos de defesa; comunidades com ambientes mais limpos e mais saudáveis graças aos nossos produtos de filtragem e vedação; e sim, pessoas que simplesmente se divertem mais ao ar livre graças ao nosso GORE-TEX® Outerwear.”

Inventor Prolífico

O compromisso de Bob com a pesquisa e o desenvolvimento levou à descoberta, em 1969, de uma nova e versátil forma de polímero, o politetrafluoroetileno expandido (PTFEe). A introdução desse material inovador abriu um mundo de possibilidades em termos de produtos e inovações. A substância proporcionou várias novas aplicações em produtos, como os tecidos GORE-TEX®, o primeiro vestuário exterior respirável à prova d’água do mundo, um produto que, ao longo dos anos, tornou-se sinônimo de atividades ao ar livre.

O inovador PTFEe de Bob surgiu no final da década de 1960, momento em que, para a Gore, o grande desafio de pesquisa era o desenvolvimento de produtos para a informática, exploração espacial e defesa. Naquela época, as tendências da eletrônica deixavam claro que os circuitos integrados em miniatura eram o futuro e que, com a diminuição do tamanho dos computadores, a necessidade de cabos também seria reduzida.

Em uma noite de outubro de 1969, ao pesquisar um novo processo para produzir fitas veda-rosca para tubulações por meio do alongamento do PTFE extrudado, Bob descobriu que o polímero poderia ser “expandido”. Após a descoberta, houve uma série de experimentos malsucedidos, em que ele tentou alongar barras aquecidas de PTFE em cerca de 10%.

Surpreendentemente, as condições adequadas para alongar o PTFE mostraram-se contraintuitivas. Em vez de alongar lentamente o material aquecido, ele aplicou um puxão repentino, em aceleração, que fez com que ele se expandisse inesperadamente em quase 1000%. O resultado disso foi a transformação do PTFE sólido em uma estrutura com microporos constituída, em grande parte, por ar.

O avanço contínuo da tecnologia e da aplicação do PTFEe possibilitou que a Gore fornecesse soluções inovadoras para uma grande variedade de setores. Atualmente, o PTFEe é o componente essencial de produtos encontrados em toda parte, desde a amplidão do espaço até órgãos internos do corpo humano. Ao longo dessa trajetória, Bob ganhou nove patentes relacionadas ao seu trabalho com fluoropolímeros. Foi eleito para a Academia Nacional de Engenharia dos EUA por suas realizações na área técnica e, em 2006, entrou para o Hall da Fama dos Inventores.

Em sua longa carreira, recebeu vários outros prêmios, como o Prêmio John W. Hyatt, oferecido pela Society of Plastics Engineers, pelos benefícios do uso dos plásticos para a sociedade, e a Medalha Perkin de Inovação em Química Aplicada que ocasionou desenvolvimentos comerciais, oferecida pela Society of Chemical Industry (seção dos EUA). Bob também foi membro ativo da American Chemical Society e ganhador do Prêmio Carothers de 2019 (seção do Delaware).

Infância e adolescência

Nascido em 15 de abril de 1937, em Salt Lake City, no estado de Utah, Bob era o mais velho dos cinco filhos de Wilbert L. (Bill) e Genevieve W. (Vieve) Gore, fundadores da W. L. Gore & Associates (Gore). Bill ingressou na força de trabalho da DuPont após a II Guerra Mundial e acabou sendo transferido para Estação Experimental da DuPont em Delaware.

Ainda em transição, Bill e Vieve adquiriram um terreno em Newark, Delaware, e começaram a construir uma casa, com a ajuda de Bob e dos outros membros da família Gore. Bob foi um adolescente comum: tocou trombone, praticou esportes e participou do governo estudantil.

Bob se formou em Engenharia Química pela Universidade de Delaware e graduou-se mestre e Ph.D. nessa disciplina pela Universidade de Minnesota.

Assim como o pai, Bob foi um empreendedor nato. No segundo ano de faculdade, superou um desafio técnico que foi um estímulo para o estabelecimento da empresa de seus pais, fundada em 1958 no porão da casa da família em Delaware.

Em seus primeiros anos, aproveitando o potencial inexplorado do fluoropolímero PTFE, a Gore voltou-se para os setores de fios e cabos. Em 1969, a tecnologia de cabos da empresa pousou na lua, como integrante da histórica missão Apollo 11.

Mentor

Em 1976, Bob sucedeu o pai como presidente e CEO da Gore. Sob a sua liderança, as conquistas tecnológicas da empresa multiplicaram-se. “Bob Gore acreditava que, com o devido estímulo ao espírito empreendedor, a inovação pode surgir de diversas fontes”, rememorou Jason Field, atual CEO da Gore. “A inovação como atividade, a atitude de pôr a mão na massa, experimentar, testar e observar foi incutida de forma consistente e produtiva em nossa empresa durante os anos em que Bob foi presidente da empresa e do conselho.”

Bob também incutiu foco e disciplina no processo de inovação, possibilitando que a empresa se mantivesse competitiva em um ambiente comercial cada vez mais complexo e global. Sua firme promessa de que “nossos produtos farão aquilo que dizemos que fazem” transformou a Gore em uma empresa líder em produtos, de nível internacional.

“Os funcionários da Gore, desde os engenheiros até os profissionais de marketing, consideravam o Bob um líder, um mentor que contribuiu para o seu sucesso pessoal e o sucesso da empresa”, relatou Field.

“Tenho certeza de que todos os funcionários concordam quando eu digo que cresci como líder graças à orientação de Bob. Sua paixão pela qualidade e pelo desempenho dos nossos produtos, seus insights e suas perguntas incisivas moldaram não só a cultura do nosso trabalho tecnológico, mas também os nossos valores e nossa forma de ser.”

Filantropia

Bob também acreditava firmemente no estímulo ao crescimento dos futuros cientistas e engenheiros em sua comunidade. Foi administrador da University of Delaware Research Foundation e membro do Conselho de Administração da instituição.

Em 1998, Bob e sua mãe, Vieve Gore, doaram fundos para a construção de um prédio com salas de aula de última geração na área verde da universidade, que foi denominada Gore Hall em homenagem à família. Em 2013, Bob e Jane, sua esposa, contribuíram para o desenvolvimento dos laboratórios de última geração dedicados à pesquisa científica e de engenharia da universidade, que levam o nome deles. Bob também ofereceu contribuições significativas para a Universidade de Minnesota e outras instituições.

Bret Snyder, sobrinho de Bob e atual presidente do conselho, comentou sobre o legado do tio. “O espírito inovador de Bob influenciou a nossa empresa desde o início, abrindo o caminho para que a W. L. Gore & Associates melhorasse vidas e setores. Daremos continuidade ao legado dele, por meio do compromisso com a inovação e o desenvolvimento de soluções que melhorem o nosso mundo.”

Bob deixa a esposa Jane, assim como filhos, netos, bisnetos, quatro irmãos (Susan Gore, Ginger Giovale, David Gore e Betty Snyder) e outros familiares.

Ainda não há informações sobre o funeral.

Sobre a Gore

A W. L. Gore & Associates é uma empresa global da área de Ciência dos Materiais, dedicada a transformar setores e melhorar vidas. Desde 1958, a Gore vem superando complexos desafios técnicos em ambientes severos — desde o espaço sideral e os picos mais altos do mundo até os órgãos internos do corpo humano. Com mais de 10.500 funcionários e uma forte cultura voltada ao trabalho em equipe, a Gore gera uma receita anual de US$ 3,7 bilhões.

Contatos para a imprensa

Amy Calhoun
+1 302 593 4706
Contact by email