Fibra GORE® GFO®

A gaxeta certa para confiabilidade e economia

Contate-nos

Brasil

+55 11 5502 7800

EUA

+1 800 523 4673

Austrália

+61 2 9473 6800

China

+8621 5172 8299

França

+33 1 56 95 65 65

Alemanha

+49 89 4612 2215

Hong Kong

+852 2622 9622

Índia

+91 22 67687000

Itália

+39 045 6 20 92 50

Japão

+81 3 6746 2600

Coreia

+82 2 393 3411

Países-Baixos

+31 13 507 47 00

Polônia

+48 22 6 45 15 37

Escandinávia

+46 31 706 78 00

Cingapura

+65 6733 2882

África do Sul

+27 71 467 7710

Espanha

+34 93 4 80 69 00

Emirados Árabes Unidos

+971 2 5089444

Reino Unido

+44 1506 46 01 23

Biblioteca de Recursos

Gaxeta GORE GFO

Gaxetas para Aplicações Industriais

Folheto técnico: Gaxeta GORE® GFO®

Folhetos Técnicos, 169.07 KB

As gaxetas em fibra 100% GORE GFO podem proporcionar aos engenheiros de manutenção gaxetas de uso geral com desempenho consistentemente elevado para um grande leque de aplicações e usos, incluindo a vedação de eixos em bombas de alta velocidade, misturadores, agitadores ou qualquer outro equipamento com eixos rotativos ou de movimento alternativo.

Portuguese

Visão geral

Operadores das fábricas frequentemente não estão cientes de que gaxetas de compressão com aspeto similar não possuem o mesmo nível de desempenho, levando a custos ocultos significativos. Enquanto o departamento de compras mantém um controle rígido sobre o custo inicial da gaxeta, o custo maior ocorre na operação.

As gaxetas em fibra 100% GORE GFO podem proporcionar aos engenheiros de manutenção gaxetas de uso geral com desempenho consistentemente elevado para um grande leque de aplicações e usos, incluindo a vedação de eixos em bombas de alta velocidade, misturadores, agitadores ou qualquer outro equipamento com eixos rotativos ou de movimento alternativo. Não se tornam duras nem quebradiças, são resistentes à temperatura e a produtos químicos e podem ser instaladas e removidas facilmente. Os operadores de fábricas podem ter certeza de que as gaxetas em fibra 100% GORE GFO irão proporcionar de maneira consistente o desempenho livre de problemas que eles precisam.

 

O que torna a fibra GORE GFO única?

Uma solução sustentável

A Gore tem testado a gaxeta feita 100% de fibra GORE GFO juntamente com gaxetas genéricas de grafite e PTFE.

Resistência à deformação
Capacidade de vedação
Retenção de lubrificante
Estabilidade

As gaxetas feitas 100% de fibra GORE GFO alcançam melhores resultados em todos os atributos. As diferenças de desempenho para cada gaxeta genérica têm um impacto sobre os custos operacionais. O exemplo abaixo mostra uma estimativa da economia que pode ser feita usando a gaxeta feita 100% de fibra GORE GFO.

Economia anual (estimada)
Economia anual (estimada)

Com base em cálculos para uma bomba de 100 psi (6,9 bar), eixo de 2 polegadas (50 mm); Taxa de gotejamento de 25.000 galões (94,6 m3)/ year; Gaxeta = $ 40; Substituição da gaxeta = 3 vezes por ano; kWh = $ 0,12


Desempenho superior às gaxetas genéricas de PTFE e grafite

Esse vídeo mostra a diferença na taxa de vazamento entre uma gaxeta fabricada em fibra 100% GORE GFO (à esquerda) e uma gaxeta genérica de PTFE e grafite (à direita).


Diferenças de gotejamentos entre gaxetas de compressão para bombas centrífugas

Como a gaxeta feita com fibra 100% GORE GFO supera outras gaxetas.

Qualidade assegurada - Fibra GORE GFO

Qualidade assegurada

Muitas gaxetas de PTFE e grafite estão disponíveis no mercado. Embora todas pareçam iguais, vale notar que existem inconsistências enormes na qualidade real do produto e no desempenho de muitas das soluções de gaxetas oferecidas. A instalação desses produtos pode aumentar os custos operacionais (energia, água, manutenção) e o risco de falha prematura, bem como causar paradas inesperadas. Tais problemas podem custar muito tempo e dinheiro.

Para ajudar a supercar esses desafios, a Gore criou o programa Seal of Assurance (Selo de Garantia). Através de uma rede global de trançadores autorizados, esse programa garante que cada fibra usada para trançar a gaxeta seja uma fibra GORE GFO. Procure pelo selo 100% GFO na caixa e impresso na própria gaxeta – é a única gaxeta identificada dessa forma.

 

Custos ocultos da gaxeta

Gaxeta de compressão – experiência de fábrica

Gaxetas de compressão existem desde o início da revolução industrial. As mesmas ainda hoje são usadas extensivamente em equipamentos onde os operadores de fábrica compreendem as vantagens de gerenciar os sinais de alerta de uma gaxeta de bomba em deterioração versus o modo de falha repentina de selos mecânicos. Operadores experientes sabem observar os sinais de aviso de deterioração da gaxeta, como um aumento no uso da água de refrigeração, a necessidade de ajustes na sobreposta de engaxetamento, aquecimento excessivo ou mesmo uma bomba fumegante.

Custo da gaxeta

Custos ocultos

O que é menos conhecido é que os custos operacionais anuais para se manter uma bomba funcionando nessas condições versus o custo original da gaxeta é estimado em 30 vezes mais! Enquanto o departamento de compras mantém um controle rígido sobre o custo inicial da gaxeta, o custo maior ocorre na operação.

*Com base em cálculos para uma bomba de 100 psi (6,9 bar), eixo de 2 polegadas (50 mm); Taxa de gotejamento de 25.000 galões (94,6 m3) / ano; Gaxeta = $ 40; Substituição da gaxeta = 3 vezes por ano; kWh = $ 0,12

Custos ocultos

Enquanto veda o fluido de processo para que ele não escape pelo eixo da bomba, a gaxeta age como um freio em um carro, produzindo atrito e calor. Um operador deve ter cuidado para evitar apertar demais a gaxeta ao mesmo tempo em que evita vazamentos excessivos do fluido de processo ou da água de refrigeração. Normalmente, um operador optará por um pouco mais de gotejamento quando um ajuste adicional na gaxeta representar o risco de emperrar e desligar a bomba. Mas se os primeiros sinais de aviso não forem percebidos em uma gaxeta em deterioração, então uma maior manutenção será inevitável.

Os efeitos do fator de atrito do material são menos visíveis ao longo do processo, tendo um impacto direto sobre a energia elétrica e, consequentemente, sobre o custo operacional da bomba.

Energia, Água, Manutenção

Desperdício evitável

Apesar dessas perdas operacionais que têm sido ocultadas à primeira vista durante décadas, a indústria tem falhado em combater esses desperdícios evitáveis até o momento. Uma bomba típica perde até 39.000 quilowatts-hora, o que seria suficiente para abastecer 10 casas anualmente. A mesma bomba envia 15.000 galões (56,78 m3) de água ralo abaixo por ano, que é um volume semelhante à água contida em uma piscina de tamanho médio.

Desperdício evitável
Desperdício evitável

Os atributos materiais da gaxeta afetam o desempenho da bomba

Uma solução inteligente é fazer uma escolha estratégica de gaxeta com base nos atributos dos materiais.

Ao longo dos anos, o setor descobriu que gaxetas de grafite e PTFE estão entre as melhores em equilibrar essas dinâmicas concorrentes. No entanto, gaxetas de grafite e PTFE variam em grau de qualidade e desempenho.

Os atributos materiais da gaxeta afetam o desempenho da bomba

Elimine os custos ocultos em suas instalações

As gaxetas feitas 100% de fibra GORE GFO alcançam melhores resultados em todos os atributos. Entre em contato com a Gore para obter uma estimativa da economia operacional que sua fábrica irá obter usando a fibra GORE GFO.

 

Especificações técnicas

Faixa de temperatura -240°C to +288°C (-400°F to +550°F)
Resistência química Quimicamente inerte, com raras exceções, em toda a faixa de pH 0-14.
Estabilidade Capacidade para resistir a velocidades do eixo de 4300 pés por minuto (21,8 m/s).

Tamanhos típicos de gaxetas de compressão acabadas

Densidade do trançado

Os valores apresentados abaixo são representativos de gaxetas produzidas a partir de fibra 100% GORE GFO. Os dados servem somente de guia de trabalho e não como padrão de qualidade mínimo.

Corte transversal das gaxetas Rendimento
in mm pés/libras m/kg
1/8 3,18 80,00 53,64
3/16 4,76 38,00 25,48
1/4 6,35 23,00 15,42
5/16 7,94 15,00 10,06
3/8 9,50 11,00 7,38
7/16 11,11 8,00 5,36
1/2 12,70 6,00 4,02
9/16 14,29 5,00 3,35
5/8 15,88 4,00 2,68
11/16 17,46 3,20 2,14
3/4 19,05 2,80 1,88
7/8 22,26 2,00 1,34
1 25,40 1,50 1,00

Tolerâncias dimensionais do trançado

Um outro fator que interfere significativamente no desempenho das gaxetas é o seu adequado dimensionamento. A calandragem e a confecção de anéis pré-moldados são duas formas eficazes de o fabricante produzir gaxetas que respeitam as especificações dimensionais. A Associação de Vedação de Fluidos (FSA) recomenda as seguintes tolerâncias.

Corte transversal Tolerância
Tol. 1/4 in +/- 1/64 in
Tol. 6 mm +/- 0.4 mm
1/4 in a 1 in +/- 1/32 in
6 mm a 25 mm +/- 0.8 mm
Superior a 1 in +/- 1/16 in
Acima de 25 mm +/- 1,16 mm

Instalação

Por favor, consulte os "Procedimentos de instalação de gaxetas em bombas e válvulas" da Associação de Vedação de Fluidos (FSA) e Associação Europeia de Fluidos (ESA) para obter mais informações.

Folhetos técnicos de segurança (SDS)

As Fibras GORE GFO correspondem à definição de um artigo; portanto, o Folheto Técnico de Segurança do Material (MSDS), ou Folheto Técnico de Segurança (SDS), não é necessário. No entanto, para sua conveniência, um folheto de segurança do produto, que detalha o uso pretendido e manuseio adequado de nossos artigos, é fornecido.

Sistema de gestão de qualidade Gore

O sistema de gestão de qualidade da GORE Sealant Technologies é certificado de acordo com a ISO 9001.

 

Informação técnica

Resultados do teste CETiM En 16752

A Cetim realizou testes em gaxetas feitas com 100% de GORE® Fibra GFO® usando a EN 16752 « Bombas centrífugas – Teste procedimento de vedação ».

Protocolo de teste
  • Temperatura ambiente
  • Meio de teste: água limpa
  • Diâmetro do eixo de 50 mm, 1500 e 3000 rpm
  • Pressão: constante 0,6 MPa
  • Carregando: Após 2 horas, 1,8 kN, <1,5 kN segundo e posterior ajustes para 1,6 – 1,8 kN

Taxa de vazamento do eixo
Após a ruptura inicial na estabilização, 3000 rpm.

GFO test data chart: shaft leak rate

Consumo de energia
Após a ruptura inicial na estabilização, 3000 rpm.

GFO test data chart: power consumption

EXCLUSIVO PARA UTILIZAÇÃO INDUSTRIAL

Não indicado para utilização em processos de fabricação, processamento ou embalagem de alimentos, fármacos, cosméticos ou dispositivos médicos